8 conselhos sobre como evitar que o Design Thinking seja mais um modismo

Se você é “design thinker” e adora essa abordagem de paixão, seguem 10 recomendações para ajudar a não tornar o design thinking um modismo:

  1. Não seja simplista. Muitos defensores do design thinking apresentam o design como se fosse algo simples, uma sequência de 5 passos ou de 2 “diamantes” (Double Diamond), dando a entender que praticar design é algo que pode ser feito rapidamente, sem estudo ou rigor no método, apenas fazendo algumas entrevistas, um brainstorm, um protótipo de uma ideia e um plano de ação. Ser excessivamente simplista é ser ingênuo, dizer que o caminho a ser trilhado é fácil, mas nada está mais longe da realidade. Quer mostrar o valor do pensamento do design? Mostre não somente o lado bonito, mas também os fracassos, os erros comuns, os obstáculos que os designers enfrentam. Você pode ver alguns exemplos aqui.
  2. Não prometa demais e nem crie expectativas. O Design não é uma cura para todos os males e não é garantia de inovação. Inovar de verdade envolve lidar com muitos desafios, resistência à mudança, sabotagens e ambientes imprevisíveis. Um excelente livro sobre isso está aqui.
  3. Não ache que Design serve para qualquer situação. Em muitos casos, o problema de uma organização está não no planejamento, mas na execução, na contratação dos funcionários certos, no uso inteligente do dinheiro, na priorização adequada dos projetos. Resista à tentação de usar um martelo em tudo, pois nem tudo é um prego. Desconfie de remédios milagrosos que curam tudo. O Design Thinking não é esse remédio. Ele pode ajudar em alguns casos bem específicos, e certamente é benéfico, mas muitos se apaixonam pelo Design Thinking e saem usando seus métodos em qualquer lugar.
  4. Não ache que uma implementação parcial do Design Thinking vai dar certo. Cada ação do Design Thinking tem uma razão de ser, não é um buffet self-service onde você escolhe o que prefere. Muitos designers dão excessiva ênfase ao planejamento, sendo que é na execução que o bicho pega. Ou você assume o projeto inteiro, indo do início ao fim, ou não perca seu tempo investindo esforço em algo feito pela metade. (O SCRUM sofre do mesmo mal, as pessoas copiam as reuniões de sprint, os backlogs e as retrospectivas, mas não contratam funcionários T-shaped, e a implementação do SCRUM fica aleijada).
  5. O Design Thinking não deve ser adotado porque fala o que os gestores querem ouvir e sim porque ele é adequado ao contexto do projeto e tem uma justificativa. Muitos workshops de Design Thinking são feitos apenas para mostrar como o líder é “moderno e atual”, e não porque de fato a organização necessita dele. Existem outras abordagens além do Design Thinking que podem ser mais adequadas, como Pensamento Enxuto, Pensamento Sistêmico, Desenvolvimento Organizacional, mentalidade Ágil, pra citar alguns exemplos.
  6. Não reinvente a roda. Não chame de Design Thinking o que é meramente Engenharia de Requisitos, Análise de Valor, Pesquisa Qualitativa, Análise de Causa Raiz, Análise de 5 Forças de Porter, Priorização de Necessidades, Análise SWOT etc.
  7. Não use Design só porque empresas grandes e famosas estão usando, ou porque grandes consultorias o defendem. Use apenas se ele for relevante. Um Gestor de Design (Design Manager) pode recomendar qual é a melhor estratégia de design a ser usada, e ela pode não ser o Design Thinking.
  8. Não use Design por que é diferente, coloridinho e emocionante. Não se deixe levar pela emoção, como medo, desespero ou inveja. Lembre-se: mudanças duradouras e permanentes podem levar muito tempo até serem concretizadas. Um workshop de fim de semana por si só não vai trazer efeitos duradouros pois isso é resultado de muito trabalho, esforço, inteligência, liderança e negociação. Se algo é aceito muito prontamente, e gera mudanças da noite para o dia, desconfie.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s